Enfim chegou a hora engarrafar a sua cerveja!

Após a fermentação terminar por completo (normalmente em até 10 dias) é hora de irmos para a etapa final do processo de fazer cerveja em casa.

Apesar de muita gente ter dúvidas e achar esse processo um mistério, na verdade , como você vai ver a seguir, é muito simples.

Nesse momento a sua cerveja já está quase pronta: já está totalmente fermentada, ou seja já tem álcool, seus sabores, apesar de pouco maduros já estão presentes. A única coisa que falta em sua cerveja é o gás carbônico! Ou seja, é está totalmente choca.

Mas então como adicionar o CO2 na cerveja?

Na verdade todo esse trabalho é feito pela levedura, com um pouco da nossa ajuda. Funciona assim: vamos transferir a cerveja para as garrafas e adicionar um pouco de açúcar junto. Isso vai dar a levedura um pouco de alimento para ela produzir CO2, e como esse processo corre dentro de uma garrafa fechada (sem air-lock como no galão de fermentação) todo o gás vai se diluir na cerveja.

Então vamos para o passo-a-passo:

1- Limpeza das garrafas

Para evitar qualquer tipo de contaminação e sabores ruins em sua cerveja é preciso que as garrafas a serem utilizadas estejam totalmente limpas e sanitizadas. Segue então um método bem simplificado e eficiente:

  • Enxague as suas garrafas sempre que as guardar e evite qualquer resíduo dentro delas. Para isso pode-se lavá-las, esperar que elas sequem e tampar plástico filme a boca, até que chegue o dia do envase.
  • Para sanitizar, coloque todas elas empilhadas dentro do forno e deixe por 1 hora em 200°C.
    • Dica 1: Faça isso na noite anterior ao envase (ou algumas horas antes do envase), assim as garrafas terão tempo suficiente para esfriar.
    • Dica 2: evite abrir o forno quando as garrafas estiver ainda quentes, deixe elas esfriarem primeiro durante bastante tempo, assim você diminui o risco de alguma trincar por conta do choque térmico.
  • Para finalizar a sanitização no dia do envase borrife álcool 70 dentro das garrafas e deixe elas escorrem.

2- Limpeza das tampinhas

  • Separe em um pote a quantidade de tampinhas que você irá precisar e borrife sobre cada uma um pouco de álcool também.

3- Priming (ou refermentação na garrafa)

  • Prepare uma solução de açúcar 90g e 100ml água e ferva por 5 min. Essa mistura servirá de alimento para a levedura terminar o seu trabalho e carbonatar a sua cerveja.
    • Dica: a medida certa de açúcar varia dependendo quantidade de cerveja final, mas a regra d bolso é usar: 6g de açúcar por litro de cerveja. Por isso para os 15 litros vai ser preciso as 90g.
  • Após a solução dar uma esfriada você irá diluir ela no volume total da cerveja.

4 – Transferência para o balde de engarrafamento

  • Antes de começar a transferência, vamos sanitizar o sifão e válvula de enchimento por dentro e por fora borrifando generosas quantidades de álcool 70. E também não esqueça de limpar e sanitizar muito o balde que você irá transferir a cerveja.
    • Dica: Nesse momento é muito importante ter cuidado para sanitizar tudo que entrará em contato com a cerveja.
  • Após sanitizar os equipamento, é hora de transferir a cerveja do fermentador para o balde usando o sifão. É importante deixar as leveduras e os resíduos da fermentação para trás durante esse processo.
  • Feito isso, agora é a hora de conectar a torneira do balde à válvula de enchimento. Assim ao ativar a torneira você irá criar uma coluna de cerveja contínua e poderá encher todas as garrafas de uma vez. Após conectar as duas partes é hora de começar a encher as garrafas com sua cerveja até o pescoço. Como a válvula de enchimento está dentro da garrafa basta retirar ela. Assim você deixará um espaço de sobra bom (head space, normalmente de 2 dedos de altura). Sem correr o risco das garrafas explodirem.
  • A melhor forma de se fazer o processo de envase é por etapas, então encha todas as garrafas primeiro e depois tampe-as. Caso você conte com ajuda de outras pessoas nesse dia, elas podem ir ajudando nas outras etapas.

5- Tampando as garrafas

  • Para tampar ou crivar as tampinhas basta ajustar as a altura o arrolhador, posicionar a garrafa e colocar a tampinha sobre a boca da garrafa e pressionar a alça. Normalmente não é preciso muita força nesse processo, mas um pouco sim jeito e prática. Nunca bata com força, pois corre-se o risco de trincar a garrafa, basta apoiar o peso do corpo para lacrar a garrafa. Pronto!

Feito isso agora é só esperar no mínimo uma semana em temperatura ambiente e dentro de uma caixa fechada (para não ter contato com a luz do sol), para que a levedura produza a carbonatação na cerveja.
DICA: o ideal é deixar um bom tempo a cerveja maturando na garrafa (no mínimo 2 semanas, assim os sabores da cerveja vão ficar mais balanceados e os açúcares residuais já vão ser totalmente consumidos). Caso você seja uma pessoa muito ansiosa pode ir provando algumas com o passar das semanas, mas tenha em mente com a cerveja vai atingir o seu auge em alguns casos depois de 1 mês na garrafa. “Aqueles que esperam serão recompensados”

Um abraço e boas brejas!